Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual é o seu sonho?
Viajar
Criar seu mundo|11|green
Ver Resultados

Rating: 2.4/5 (743 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página





Pegadas da Gratidão

 

é um site dedicado à Lei

Universal da Gratidão.

Pretende ser inspirador no

processo de

comunicação quântica,

à velocidade

do pensamento

e da energia atômica.

Graças aos avanços

da física quântica,

antigos paradigmas

intransponíveis

estão sendo mudados,

para melhor.

Ou seja,

menos palavras repetitivas

e mais emoções e sentimentos

produzindo materializações

e resultados de

sucesso, curas

e vivências Mais Felizes!

Sinta-se em casa,

ande pelos corredores

e dependências deste site,

no aconhego divino,

junto aos seus melhores

desejos,

emoções e sentimentos. 

E, se de alguma forma

este universo o inspirar,

seremos gratos,

muito gratos!

 

 

 

GRATIDÃO

 

"Quando agradecemos

o pouco,

temos direito ao muito.

Quando agradecemos

o muito,

temos direito ao Todo"

                   Élio Meneguzzo


GRATIDÃO E BEM-ESTAR
GRATIDÃO E BEM-ESTAR

Eu Posso Te Ajudar a...

 

 

 

Buscar o Desenvolvimento Pessoal e Profissional,

 

a Gratitude e a expansão

 

de suas aptidões espirituais e mentais,

 

alinhando Saúde,

 

Prosperidade, Felicidade,

 

Qualidade de Vida

 

e Bem-estar!

 

Resultado de imagem para qualidade de vida e bem estar

 

Viva 100%

 

Feliz,

 

Saudável

 

e Próspero

 

pela prática

 

da Gratidão!

 

 

...Tornando-se mais atraente para as relações

 

interpessoais e o Mercado de Trabalho.

 

Gratidão e Bem-estar

 

tem tudo a ver e existe uma interdependência. Segundo os

estudos mais recentes da neurociência, a prática da gratidão

ativa no cérebro, neurotransmissores que afetam toda simbiose

psicológica, através  da dopamina, aumentando a sensação de

bem-estar.

            Ser e estar agradecido pela vida, desperta outro

neurotransmissor, incidindo na psicologia do bem-estar: 

a serotonina.

 

Conforme Alex Korb, da Universidade da Califórnia em Los

Angeles, ter motivos de gratidão pelas coisas simples do dia a

dia, aumenta o bem-estar, uma vez que o cérebro "ativa o

centro de recompensa", o mesmo que atua nas emoções de

medo, vergonha ou culpa.

 

Pratique a gratitude, atitude de gratidão e viva em estado de

bem-estar psicológico.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, terno

 

O AÇÚCAR E A MORTE

PURO, BRANCO E MORTAL

É esse o nome que dá ao açúcar o Dr. John Yudkin, nutricionista internacionalmente conhecido, do Queen Elizabeth College de Londres.

Ele é talvez o maior criminoso de nossos tempos, já que nos rouba a energia e a alegria, leva-nos a cometer atos criminosos de raiva e ódio insopitáveis, devido ao desequilíbrio metabólico, invalida-nos com úlceras e infecções, estraga-nos os dentes e contribui para a nossa morte por meio de diabetes, hipertensão e doenças cardíacas.

O vício do açúcar é , em minha opinião , talvez o mais comum, até mesmo mais do que o alcoolismo, disse Dr. John Yudkin . ´Há um sem-número de pessoas que poderiam ser esbeltas e vibrantes se não fosse pelo vício dos doces.

Infelizmente o açúcar está em quase tudo... só que não sabemos em que quantidade... Creio ser de importância capital saber quanto açúcar ingerimos. Nós nem percebemos , mas eles são responsáveis por ¼ de nosso consumo diário de calorias. Para reduzir o açúcar, pode-se substituí-lo por adoçantes naturais, em cafés, chás e sucos, mas o ideal seria cortá-lo de vez em nossa vida.

Também é preciso ficar atento aos alimentos salgados industrializados. A grande maioria leva açúcar. Por isso , adote o hábito de verificar , nas embalagens , os ingredientes que compõem catchups, maioneses, temperos para salada, biscoitos, pães. Veja também se há algum elemento terminado em “ose” , como sacarose ou frutose. Todos contém açúcar.

Existe tanto açúcar oculto que nós , provavelmente, chegamos a consumir 40 quilos por ano, á nossa revelia. No último censo , nos Estados Unidos, os fabricantes de alimentos usaram cerca de 6 bilhões de quilos de açúcar por ano, somente como aditivo: um ingrediente dietético adicional, que não tem qualquer valor nutritivo a não ser as calorias.

O açúcar em excesso pode estragar os dentes, envelhecer , fazer engordar, irritar o trato digestivo, causar diabetes, alta pressão arterial, úlceras, problemas cardíacos, afecções na pele, dores de cabeça, alergias, fadiga, depressão, hipoglicemia, ao mesmo tempo em que diminui a presença das vitaminas e sais minerais essenciais ao organismo..

Diz o Dr. Richard A Ahrens: “Os estudos mais cuidadosos mostram que as vítimas de doenças cardíacas consomem muito açúcar” . E ele acrescenta ainda que a epidemia de arteriosclerose e doenças cardíacas “continua a aumentar em escala mundial, em proporção aproximada ao consumo de açúcar.”

Quando o consumo do açúcar ou outro carboidrato refinado aumenta fora de propósito, em qualquer cultura, surge logo o mesmo padrão de moléstias como diabetes, obesidade, trombose coronária, pedras na vesícula, úlcera péptica, diverticulose, varizes, hemorróidas, cáries dentárias e , em parte, câncer do cólon, hipertensão, hérnia e gota.

O Dr. George Campbell, veio da África do Sul para depor perante a comissão em Washington e as suas conclusões foram realmente assombrosas. Disse ele que , quando as condições sociais se modificam em algum lugar, a primeira coisa que muda é o regime alimentar do povo. “ Surge imediatamente uma irreversível tendência para a maciça absorção de carboidratos altamente refinados , dentre os quais se destacam os açúcares branco e mascavo, o pão branco e uma variedade de outros alimentos adoçados com açúcar.

O AÇÚCAR E A MORTE.

Os países que mais consomem açúcar são também os que registram um maior número de mortes devidas a moléstias cardíacas.

Na Iugoslávia o consumo de açúcar subiu quase três por um e o mesmo aconteceu com o índice de morte, que triplicou. E assim são em quase todos os países, sempre que há aumento no consumo de açúcar o número de morte sobe na mesma proporção.

Provas como essas , que continuam aumentando, mostram certamente os efeitos devastadores que o açúcar pode exercer na sua saúde e na saúde de seus filhos.

No entanto , haverá quem diga que isso são apenas correlações estatísticas.

OS ESTUDOS EM ANIMAIS CONFIRMAM TUDO ISSO.

Já em 1924 o Dr. A Gigon mostrou com experiências espetaculares que, adicionando grandes porções de açúcar a uma dieta considerada boa, logo surgiam doenças e mortes em muitas espécies de animais. Desde então e até hoje, essas experiências continuam mostrando os mesmos resultados.

Os relatórios médicos mostram os seguintes efeitos: o açúcar encurta a vida animal em uma quarta parte; reduz o índice de crescimento; aumenta os depósitos de gorduras; e aumenta a concentração no sangue de colesterol, triglicerídeos, insulina, corticosteróides e hidrocortisona.

Reduz a tolerância à glicose e com isso produz o diabete; aumenta o tamanho do fígado e dos rins com transformações em suas células; causa pedra na vesícula, arruína os dentes e produz arteriosclerose. Produz também perturbações nas plaquetas do sangue; transforma as atividades de várias enzimas; aumenta a acidez do suco gástrico; leva à deficiência de vitamina B ; causa cegueira , distúrbios renais e esterilidade, bloqueando os capilares que irrigam os órgãos vitais.

Já em 1972 uma convenção científica internacional, na Alemanha Ocidental, a que compareceram autoridades mundiais em diabetes, obesidade, metabolismo e arteriosclerose, recomendou oficialmente que as pessoas deixassem de ingerir açúcar.

CURIOSIDADE: Cada indivíduo consome diariamente 300 grs. de açúcar , podendo um homem comum consumir até 10 kg de açúcar mensalmente.

Do livro. A DIETA DA SUPER ENERGIA DO DR. ATKINS. Robert C. Atkins.

 

 

GRATIDÃO

 

"Quando agradecemos o pouco, temos direito ao muito.

Quando agradecemos o muito, temos direito ao Todo"

                                                                                  Élio Meneguzzo